A HISTÓRIA DE ANGELO PERUGINI (HOMENAGEM PÓSTUMA) - Falando com Autoridade
atualizado.gif

06 abril 2022

A HISTÓRIA DE ANGELO PERUGINI (HOMENAGEM PÓSTUMA)


história de Angelo Perugini vai muito além do cargo de Prefeito de nossa cidade. Nascido em Jacutinga, este mineiro, filho do ferreiro Augusto Perugini e da costureira Armida Perugini, teve outros cinco irmãos e uma infância que, mesmo com dificuldades, foi cheia de felicidades.

Como seus pais cantavam na Igreja, sentiu que poderia seguir tal vocação e, aos 11 anos, deixou a família e foi para o Seminário. Expôs, no Programa Quem é Você, transmitido pelo YouTube em 15 de outubro de 2020, que “foi um período difícil, porque estava longe daqueles que amava. Mas também aprendi muito!”

A dedicação foi tanta que estudou Letras, Filosofia e, já em Taubaté/SP, Teologia. “Fui presenteado, pois a vida me conduziu para eu morar no Nordeste”, recordou na live. Residiu, ainda como Seminarista, no Ceará, Pernambuco, Paraíba e Bahia.


A CHEGADA EM HORTOLÂNDIA

No início da década de 1980, ingressou ao lado da população hortolandense, pela luta por asfalto, duplicação da SP-101, por água e linhas de ônibus.

Além disso, em 1985, tornou-se um dos fundadores do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) no Estado de São Paulo. “Fomos um exemplo, porque nunca usamos da violência e defendíamos que a terra era e, continua sendo, para o uso social”, afirmou Perugini.

Todas estas lutas foram vencidas!


Foi nomeado, em 1989, vereador da cidade e, como pode-se ler no site da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, “sua atuação como líder popular foi de grande valia para a consolidação da emancipação de Hortolândia, em 19 de maio de 1991”.

Em 1992, foi candidato a prefeito de Hortolândia pela primeira vez e terminou em 3º lugar. Seguiu a carreira como Secretário da Saúde, numa coligação feita entre PSDB e PT. Ficou no cargo até agosto de 1998.

“Ali aprendi a me relacionar com o funcionário público e a ir pra Brasília, buscando e conseguindo apoio do Governo Federal, numa época em que quase ninguém fazia isso”, apontou o ex-prefeito, ainda na live para o Programa Quem é Você.

Foi vice-prefeito em 1996 e conquistou o cargo executivo da prefeitura de nossa cidade em 2004, reelegendo-se em 2008, com 79% dos votos válidos.

Relembrou que, quando tomou posso, em 2005, “nossos índices de violência eram um dos maiores do Brasil, não tínhamos esgoto e havia uma dificuldade tremenda para vagas de emprego”.

Em março de 2016, desligou-se do PT, não sem antes se tornar Deputado Estadual, recebendo mais de 94 mil votos.

Em Novembro do ano passado, elegeu-se para a Prefeitura com 52,05% dos votos.


A COVID E O AGRAVAMENTO DA DOENÇA

No dia 1 de fevereiro, Angelo Perugini foi diagnosticado com a Covid-19 e deu entrada no Hospital Samaritano, em Campinas. Como houve agravamento de seu quadro clínico, foi enviado para um Hospital na capital paulista e entubado no dia 9.

O Prefeito se afastou no dia 15 e assumiu, interinamente, o vice-prefeito Zezé (PL). Na última quinta feira (01), às 10h15, a notícia de seu falecimento estampou sites de todo país.

Foi casado com Ana Perugini, também política, e teve três filhos.

FONTE: Portal Hortolândia.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário: