Geraldo Simões (PT) só espera o momento certo para reunir a militância, obviamente a que não quer apoiar o segundo mandato de Augusto Castro (PSD-reeleição), e tomar uma posição em relação ao processo sucessório de Itabuna. - Falando com Autoridade
atualizado.gif

17 maio 2024

Geraldo Simões (PT) só espera o momento certo para reunir a militância, obviamente a que não quer apoiar o segundo mandato de Augusto Castro (PSD-reeleição), e tomar uma posição em relação ao processo sucessório de Itabuna.

 Geraldo Simões (PT) só espera o momento certo para reunir a militância, obviamente a que não quer apoiar o segundo mandato de Augusto Castro (PSD-reeleição), e tomar uma posição em relação ao processo sucessório de Itabuna.


Antes desse encontro, Geraldo terá uma conversa com o ex-deputado federal Lúcio Vieira Lima. O presidente de honra do MDB não mediu esforços para viabilizar a pré-candidatura do ex-gestor do cobiçado comando do centro administrativo Firmino Alves. Lúcio foi um guerreiro na missão de fortalecer o nome do petista como pré-candidato. Vale lembrar que o MDB caminha a passos largos em direção ao deputado e prefeiturável Fabrício Pancadinha (Solidariedade), podendo indicar o vice do parlamentar no pleito de 2024. O relacionamento político entre Geraldo e Lúcio é assentado no diálogo franco. Independente do que possa acontecer, continuaram amigos.  *(COLUNA WENSE, QUINTA-FEIRA, 16 DE MAIO DE 2024)*.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário: