ITAPETINGA: ROSANE PINTO SE POSICIONA SOBRE A DEMISSÃO DO RADIALISTA AMARAL JR. DA RÁDIO CIDADE - Falando com Autoridade
atualizado.gif

08 abril 2024

ITAPETINGA: ROSANE PINTO SE POSICIONA SOBRE A DEMISSÃO DO RADIALISTA AMARAL JR. DA RÁDIO CIDADE


Nesta segunda-feira, uma notícia surpresa chegou aos itapetinguenses através de uma postagem na rede social de Amaral Jr.: o locutor foi demitido da Rádio Cidade. 

Em uma postagem realizada no seu Instagram pessoal, Amaral elaborou um texto onde anunciava a sua demissão da Rádio Cidade. No texto, Amaral diz ter sido tomado de surpresa e que sua demissão decorreu após o fim do programa de hoje, por razão de um posicionamento pessoal que ele teve em seu programa, onde pontuava que a eleição de Itapetinga polarizou nos nomes de Cida Moura e Eduardo Hagge. Amaral, inclusive, desculpou-se com os ouvintes por não ter se despedido devidamente, já que sua demissão foi uma surpresa até para ele, visto que sua aposentadoria da rádio estava prevista para junho. A despeito desses fatos todos, Amaral expressou gratidão ao Deputado Estadual Rosemberg Pinto (PT) pela confiança e pelo espaço cedido na rádio. 

Com o posicionamento público de Amaral Jr., a repercussão foi impulsionada nas redes sociais, onde foram destacados motivos de sua saída e discutida, inclusive, a postura política no município de Itapetinga por parte da imprensa e de algumas autoridades políticas. Neste ínterim, Rosane Pinto, proprietária da Rádio Cidade e irmã do deputado Estadual Rosemberg Pinto (PT), posicionou-se acerca do assunto. 

Rosane encaminhou uma mensagem de whatsapp na qual ela rebate Amaral e assume que o desligamento dele se deu por decisão unicamente dela, pois ela já havia comunicado que não aceitaria que fosse feito politicagem nos programas da Rádio Cidade e que, mesmo assim, Amaral continuou tendo uma postura dessa natureza, resultando, inclusive, em diversas queixas à própria Rosane pelo forma como o radialista estava a se portar no seu programa. Rosane ainda esclareceu que ela comunicou a Rosemberg Pinto que desligaria Amaral da rádio e que o deputado discordou da decisão dela, mas ela manteve a sentença, enfatizando o fato de que foi uma escolha particular e unicamente dela. 

No esclarecimento, Rosane pontua que o estopim foi um comentário que Amaral trouxe de Gedel Vieira Lima sobre Rosemberg e a análise pessoal sobre a polarização política de Itapetinga.

Rosane ainda colocou que teve uma conversa com Amaral e que esperava que ele divulgasse a verdade da conversa que eles tiveram, salientando ainda que pedirá a gravação da conversa dos dois para provar que o radialista está faltando com a verdade. 

Essa é mais uma forte polêmica que toma os ares políticos do município de Itapetinga no decorrer deste pleito de 2024.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário: